top of page
banner 3.jpeg

Da nossa família, para a sua

A História do Chantilly!



Direto da Europa para as receitas mais saborosas!

O creme de Chantilly foi uma criação de Fritz Carl Vatel e teve origem na França. Certo dia, Vatel notou que o leite da região de Chantilly (onde ele morava) era mais gorduroso. Assim teve a ideia de transformar o leite batido em uma pasta vaporosa, densa e adocicado.

Foi assim que surgiu a primeira e clássica receita de Chantilly. É necessário o mínimo de 35% de gordura para se obter o chantilly e adição de açúcar. A composição fez surgir um produto resistente ao calor, que não solta soro, não amarela, que possui uma vida útil muito maior que outros cremes que existiam na época e um sabor delicioso.

Quem saboreia com a leveza e a delicadeza do chantilly não imagina a complexidade do seu processo de fabricação. A maioria também não sabe que existe uma cidade na França que leva esse nome, fica a 38 km de Paris e tem cerca de 12 mil habitantes, lá é a terra de um dos cremes mais gostosos já inventados.


Diferença entre o creme de leite vegetal e o pasteurizado

 O creme de leite vegetal é o “normal” que encontramos nos mercados, em caixinhas ou em latas. Esse tipo de creme de leite é tratado e homogeneizado para aumentar seu tempo de validade, costumam ter entre 20% e 25% de gordura. Já o creme de leite pasteurizado (ou “fresco”) tem de 30% a 40% de gordura, ou seja, é o ideal para bater em ponto de chantilly.

Existe também o creme vegetal, conhecido como preparado para creme tipo Chantilly. Esse creme é uma mistura de muitos ingredientes e tem a base de óleo vegetal, diferentemente do Chantilly comum, que é a base de gordura animal.

As vantagens do creme vegetal é que a durabilidade é maior e o preço menor, o que é um fator muito importante e está fazendo com que ele se popularize. Porém, o sabor não é o mesmo, é apenas um semelhante.


Gostou de saber mais sobre Chantilly? 


Comments


bottom of page